o piloto

Kiko Porto

Com 17 anos e muito foco para alcançar os objetivos traçados, o piloto Kiko Porto já vive o seu maior sonho. O brasileiro, natural do estado de Pernambuco, já é uma realidade do automobilismo, onde faz sucesso nos campeonatos em que disputa.

 

Desde muito pequeno, Kiko se preparou para se tornar um piloto profissional. O início do piloto foi surpreendente: em sete anos de participação no kart, Kiko conquistou 19 títulos, contemplados por vitórias e pole-positions, adquirindo respeito por sua velocidade e equilíbrio.

 

O destaque de Kiko Porto, foi o recorde de vitórias em um único ano, no Campeonato Pernambucano de Kart, ainda na categoria Júnior Menor, quando venceu de ponta a ponta todas as oito etapas disputadas. Além disso, Kiko conquistou – entre 2014 e 2018 – 24 vitórias consecutivas no seu Estado, tornando-se o piloto de kart com mais vitórias seguidas em Pernambuco.

 

Dentre todos os anos no Kart, a temporada de 2016 foi, sem dúvida, a mais marcante na carreira do piloto. Ele foi campeão em todos os campeonatos disputados, dentre eles o Campeonato Brasileiro de Kart, onde ratificou sua qualidade no volante.

 

Já em 2017, Kiko iniciou sua carreira internacional, com participações em corridas nos EUA e na Finlândia, nesta última, vencendo o CIK-FIA Academy Trophy na cidade de Alahärmä. No ano seguinte, o piloto levou para a Fórmula 4 todo o aprendizado do kart. Começando no México, quando já na segunda prova conseguiu dois segundos lugares. Na mesma temporada, desembarcou nos Estados Unidos para começar a acelerar na terra do tio Sam.

 

A temporada 2019 foi impressionante a bordo do F4. Foram oito vezes subindo ao pódio e em três delas no ponto mais alto, se consolidando na vice-liderança do campeonato.

 

Em 2020, Kiko Porto fez sua estreia na USF2000, categoria do programa Road to Indy, primeiro degrau para a da Fórmula Indy nos EUA. Em um ano de pandemia do novo coronavírus, o piloto ficou fora de cinco corridas da temporada, mas ainda assim mostrou seu talento, somou 198 pontos e terminou no Top10 na classificação final.